quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

o maligno fim do ano

todos os anos é a mesma história: passam o anos sem ver ninguém e querendo que todos os parentes vão pro quinto dos infernos mas ai chegam as festividades de fim de ano e as pessoas se equipam da mais alta e descarada hipocrisia fazendo visitas super demoradas e desejando que os mesmos parentes que amaldiçoou durante todo o ano tenham uma ano repleto de alegrias e boas vibrações. o fato de não acreditar que isso seja realmente algo real se deve ao fato de que as pessoas, naturalmente, querem distancia da maioria dos parentes e isso acontece em milhões de famílias ao redor do globo. famílias que assistem especial do Roberto Carlos, missa do galo e show da virada todo ano esperando que alguma novidade aconteça e depois esperam que o ano que esta vindo venha melhor que o anterior por própria vontade e sem que se precise fazer o minimo esforço para que as mudanças que querem aconteçam. pois em verdade vos digo: as únicas coisas que caem do céu são chuva e cocô de pombo. quer um futuro diferente? então comece a fazer diferente, a ser diferente. pois sem ser diferente é incoerente e inútil reclamar que esta tudo igual. resgate seus planos antigos (ainda que pareçam débeis, ridículos e impossíveis) e ponha-os em pratica. todas as escolhas que fizer ja tem 50% de chances de dar merda. e se não der? e se eu fracassar? e se eu for a pessoa mais feliz e realizada do mundo? e se... já chega de viver de "e se..." se for se arrepender de algo, que seja de algo que você tentou ou que tenha feito. porque o próximo que vier me dizer que devia ter feito algo vou manda-lo tomar no meio do seu orifício anal (ou no meio do cu pra quem não entendeu). e tenho dito, vá em frente, tente. nunca é tarde pra mudar o fim melancólico da sua vida! as vezes o melhor está perto e você nem se deu conta!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

o despertar do "CAOS"

toda a vida humana em sociedade é baseada nos preceitos que devemos seguir e nas regras pra chamada "boa convivência". contudo a boa convivência deriva da supressão ou repressão de certos desejos e vontades. esses desejos e vontades são enviados ha uma área do consciente chamada de CAOS. neste caos os desejos são maturados e concentrados no subconsciente. mas todo lugar de armazenamento tem uma capacidade máxima, e quando se alcança esse limite deve-se fazer uma escolha: ou você mantem o controle do caos, o que pode acabar gerando uma dupla personalidade ou você escolhe libertar o caos (que é a ideia desse post). mas despertar o caos tem também suas complicações, uma vez que ao desperta-lo você começa a ser diferente do que sempre foi, mais intrépido, ousado, descarado e, em alguns casos, despudorado. mas porque isso acontece??? simples. uma vez que os desejos são mantidos no caos, o despertar do mesmo liberta desejos e vontades até então desconhecidos ou não recordados! não estou dizendo aqui que o caos é algo que vai trazer desgraça a toda população mundial mas digo que a maioria das pessoas não estão aptas a viver com ele, pois não possuem desejos definidos ou controle sobre si mesmo. o despertar do caos requer que a pessoa tenha um espirito forte para que consiga conviver sem ferir a ninguém, incluindo a si mesma. pessoas auto-repressivas tem grande facilidade em faze-lo pois já vivem com um controle natural das suas vontades. mas o que basta não é só o controle mas sim saber viver com controle!

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

pegadores da noite

desde tempos mitológicos existem as festas onde as pessoas vão pra se divertir e confraternizar com os amigos e, algumas vezes, com familiares. de uns tempos pra cá, apareceu uma nova categoria de festeiro: "OS PEGADORES". mas ai você me perguntará "o que são esse tais 'pegadores'???" essa categoria de festeiro é formada por pessoas que tem como único objetivo conseguir dar uns amassos em alguém em alguma festa, tratando isso como um jogo em que quem fica com mais seria o grande pegador da noite ou de determinada festa.
eu acho que essas pessoas tentam usar isso como um meio preencher um vazio existencial dentro de si, como se essas pequenas horas ou momentos de alegria e felicidade pudessem mudar toda a trajetória existencial dessa pessoa.
a grande questão é que o "pega mas não se apega" nem sempre é vantajoso pois cria um ciclo vicioso onde o pegador sofre, melhorando quando consegue ficar com alguém e voltando ao estado de tristeza depois de certo tempo onde ele precisaria ficar com outra pessoa pra se recuperar e assim voltar a ser uma pessoa momentaneamente feliz, voltando a tristeza logo em seguida.
a dificuldade de criar vínculos que o "pegador" tem atrasa a vida futura dele, fazendo com que, em muitos casos, não criem perspectivas a longo prazo.
"pegadores" são em sua maioria pessoas tristes e vazias. e tudo o que precisam é encontrar aquela pessoa que a complete, uma vez que inconscientemente essa seja a grande busca da humanidade. amar alguém e por alguém amado ser.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

do mar de dor ao deserto de gelo

um dos maiores perigos de um relacionamento é a decepção.
existem infinitos conselhos e mensagens positivas a respeito da decepção amorosa, porem nem todas as pessoas lidam com esse fato tão bem quanto aparentam (ou querem aparentar). mas no fundo sabemos todos que, por mais fortes que aparentem ser, estão tristes e feridos.este é o momento em que se tornam vulneráveis a novas decepções que geram mais dor em um ciclo vicioso que culmina no que chamo de "coração de gelo". as pessoas com coração de gelo acabam por se isolarem inconscientemente do(s) grupo(s) a que pertencem. mas fazem isso não por quererem mas por defesa.
a mente de uma pessoa com o coração de gelo se fecha pra maioria dos sentimentos. e com o passar do tempo ele acaba por se tornar uma pessoa basicamente insensível.
neste momento alguém deve estar se perguntando como identificar alguém assim e como "tratar" alguém assim???
uma coisa de cada vez: antes de mais nada, é preciso entender que a pessoa não está fisicamente doente. ela esta desacreditada de todos. e ai está o trabalho todo: faze-la acreditar novamente!!!
"mas acreditar em quê???" principalmente em si mesma. acreditar que ela pode ser mais do que é, e que as pessoas não agem todas da mesma forma. esta ultima é a mais difícil se a pessoa com "coração de gelo" se decepcionou muitas vezes, pois quanto maior o numero de decepções mais o coração se fechará e congelará.
elas precisam saber que tem alguém que elas podem acreditar. alguém em quem confiar.
as vezes essa confiança poderá ser encontrada em você.
as vezes você próprio tem "coração de gelo" e só descobriu agora!
confie em si, confie em alguém!!

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

a teoria do "Bem-Quisto"

entre tantas coisas a dizer, escolhi discorrer sobre uma de minhas teorias amorosas mais creditadas: a do bem-quisto.
ela se baseia no que se acredita dizer que estamos bem quando nos querem bem.
explicando: quando estamos sozinhos temos nossa força comum, nosso pensamento comum e nossos sentimentos comuns.
passamos a vida achando que a pessoa ideal esta longe e que ninguém pode completar o vazio que sentimos. e vamos vivendo de falsos amores, em sua maioria platônicos e inalcançáveis.
até que, de um lugar inesperado, surge uma centelha de sentimento quando alguém demonstra algo que você nem imaginava.
e o que fazer??? uma ação surpreendente que te pega desprevenido ainda que uma "força estranha" estivesse sendo criada. então você se deixa envolver por esse sentimento que veio nem sabe-se de onde. então você entra na teoria do "bem-quisto".
você sente que alguem aceitou sua condição imperfeita e que o mundo finalmente começou a sorrir pra você. você se sente incrivel, forte, poderoso. nada o detem e nada pode conte-lo.
e de repente, seus estados comuns são reenergizados de tal forma que você poderia desafiar quem quer que fosse e sairia vencedor. esse sentimento que te torna quase sobre-humano é o bem-querer.
mas deve-se ter cuidado. muitas pessoas confundem o bem-querer com amor e acabam se dando mal. porque o bem-querer, diferente do amor, é um sentimento instantaneo e que pode durar de muito tempo a pouco tempo (como é a maioria dos casos). amor não é isso. amor é um sentimento que palavras não podem expressar, que expressões não podem traduzir. amor é simplesmente amor. e só quem sente sabe dizer o que é. ou melhor, não sabe. porque se soubesse minha ultima fala seria um desperdício de sua atenção.
por isso, não se lancem no primeiro sentimento de reforço fisico, mental e espiritual que sentirem, pois em vez e amor isso pode ser um bem-querer. o que posso dizer verdadeiramente sobre o amor e que é um fato incontestável é que ele nasce com o tempo e cresce com o seu passar!

terça-feira, 28 de outubro de 2014

musica e eu

musica: esse fragmento de instantes que acalma o coração e faz a mente trabalhar.
quando perguntam se gosto de alguma banda ou porque não gosto de determinada musica apenas digo que é o que a musica em questão cria.
a musica tem o poder de criar e tambem de destruir tudo o que é humano.
a musica certa no momento certo pode fazer milagres, mas a errada tambem pode aniquilar a mente de qualquer um.
eu digo sempre que pode-se obter força e calma da musica que você está ouvindo no momento e que ela tem o poder pra tirar qualquer um do abismo.
mas as pessoas continuam se afundando em suas tristezas particulares e isso porque (eu acredito) não ouviram a musica certa ou não a entenderam.
entender o que uma musica significa é fundamental para a recuperação da mente e do espirito. neste momento estou ouvindo a musica que considero certa pois a entendo e ela me permite refletir sobre minhas emoções e o que é necessario para escrever esse texto.
escuto musica o tempo todo pois ela, alem de me manter num mundo protegido do caos terreno me permite expressar o melhor que eu tenho em mim.
todos tem uma musica destinada pois essa musica toca o coração e muda todo o odo de agir e penser dessa pessoa.
deixo apenas este recado para você que conseguiu forças para ler todo este texto: procure entender a sua musica favorita pois, as vezes, essa não é a SUA musica.
é o que tenho a dizer!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

quem sou

quem sou???
essa é a pergunta que todos os seres humanos se fazem: quem sou eu?
sinto que sou um pouco de tudo e tudo de nada.
meio controverso eu sei mas é o que sinto.
um ser pulsante que vive por algum motivo que ainda não descobriu.
me perguntaram certa vez: "qual o teu objetivo na vida???"

onde percebi que nunca havia parado pra realmente pensar sobre isso. disse-lhe eu que meu objetivo era a procura de um objetivo. nem mesmo eu me satisfiz com essa resposta, mas percebi que era a melhor ou unica que eu tinha.
atualmente, vivo em busca de saber o que sou, quem sou e o que quero.
espero encontrar antes que termine meu tempo...